Sábado, 18 de Novembro de 2017
   
Texto

Avaliação Postural Computadorizada

Os ossos que compõem o esqueleto humano são naturalmente porosos. Não são formados de estruturas maciças, mas sim de tecidos crivados de póros, de espaços que entrecortam sua composição.As células que formam essas estruturas ósseas são constantemente absorvidas e renovadas pelo organismo, de modo a fazer com que os ossos estejam continuamente sendo remodelados. Isso a tal ponto que a cada ez anos, aproximadamente, o esqueleto encontra-se inteiramente refeito.
Conforme a idade vai avançado, mais ou menos a partir do quarenta e cinco anos, aumenta a rapidez da absorção das células ósseas e diminui a velocidade de sua renovação. Esse desequilíbrio vai, aos poucos, fazendo com que a porosidade das estruturas ósseas aumente demais. A conseqüência disso é a fragilização dos ossos, especialmente das vértebras, dos punhos e do quadril, que passam a ficar muito mais vulneráveis às fraturas, por vezes decorrentes de esforços banais.
A essa transformação das estruturas ósseas, de menos para mais porosas, dá-se o nome de osteoporose. Trata-se de vocábulo cuja própria formação etimológica já é bastante explicativa, uma vez que é originado da junção das palavras gregas "ostéon" (osso) e "poros" (passagem). Designa, pois, justamente, osso poroso.As mulheres, depois da menopausa, ficam consideravelmente mais expostas à osteoporose, em virtude da baixa de produção do hormônio feminino estrógeno, que desempenha relevante tarefa na proteção dos ossos.
Para se precaver dos efeitos nocivos dessa patologia, o aspecto comportamental, tanto para homens (sim, eles também sofrem perda de massa óssea) quanto para mulheres, tem papel decisivo. Com efeito, hábitos de vida que incluam a ingestão de cálcio, os banhos de sol e a prática de exercícios físicos são muito úteis na prevenção da osteoporose. O cálcio tem função primordial na formação dos ossos, sendo a ingestão do leite e seus derivados um modo eficaz de combater a sua escassez. A cautelosa exposição à luz solar, preferencialmente no período matutino, em que ela é mais amena e rica em raios ultravioleta, favorece a formação da vitamina D, que é necessária para o melhor aproveitamento do cálcio ingerido. Os exercícios, por sua vez, são importantes porque músculos fortes e exigidos ajudam os ossos a também ficarem fortalecidos. Para as pessoas que já estão acometidas pela osteoporose, é requerido o tratamento multidisciplinar, com o acompanhamento de um Médico, de um Fisioterapeuta e de um Nutricionista, com os objetivos de estancar a perda e, quando possível, recompor a massa óssea.

 

 

Método de avaliação Fisioterápica que se propõe a investigação de desvios posturais e alterações no sistema ósteo-muscular. O sistema de avaliação computadorizado funciona a partir de registro de imagens e gráficos. Com o registro fotográfico é possível gerar um laudo preciso e com parâmetros fixos.

O laudo pode ser analisado por diversos profissionais da área de saúde, aumentando significativamente a confiabilidade do diagnóstico.

Outra vantagem deste método é associar o registro computadorizado à avaliação clínica fisioterápica promovendo uma orientação personalizada.
Este método permite ao trabalhador uma melhor adequação da sua postura ao posto de trabalho, evitando lesões corporais.

Fisioprevent

Curta nosso Face!